segunda-feira, 22 de junho de 2015

Definição Clara da Física Quântica



"A definição de física quântica está no seu próprio nome. Quantum significa "uma quantidade discreta de energia eletromagnética" — basicamente, trata-se daquilo que constitui o mundo quando ele é reduzido à sua essência. Os físicos quânticos logo descobriram que o mundo era sólido apenas na aparência, na realidade não era sólido coisa nenhuma. A analogia explicada a seguir pode nos esclarecer melhor o porquê disso.

Quando estamos no cinema assistindo a um filme, sabemos que as imagens que se movem na tela estão nos transmitindo uma ilusão. O romance e a tragédia que tangem nossas emoções não passam de fotogramas estáticos sendo disparados muito rapidamente, um em seguida ao outro, criando, dessa ma-neira, a sensação de uma história contínua. Conquanto nossos olhos estejam vendo as imagens quadro a quadro, nosso cérebro consegue fundi-las de modo a percebermos o movimento como ininterrupto.

Os físicos quânticos acreditam que nosso mundo funciona de uma maneira bastante semelhante. Por exemplo, quando vemos a defesa da cortada no vôlei ou o salto triplo da patinação artística no gelo ao assistirmos um programa de esportes na televisão, o que realmente estamos presenciando, em termos quânticos, é uma série de eventos isolados que acontecem muito rapidamente e que são apresentados conjuntamente.

Semelhantemente ao modo como muitas imagens juntas fazem o movimento parecer tão real, a vida na realidade ocorre como breves e minúsculas erupções de luz que chamamos de "quanta". O quanta da vida acontece de maneira tão rápida que, salvo se formos donos de um cérebro treinado para operar de modo diferente (como em alguns casos da prática da meditação), o que ele faz é simplesmente tirar uma média dos pulsos para criar uma ação ininterrupta, semelhante àquela que nos prende quando assistimos à televisão.

A física quântica estuda, portanto, tudo o que acontece em uma escala muito pequena de forças subjacentes ao nosso mundo físico. A aparente diferença entre o modo de funcionamento do mundo quântico e a do mundo cotidiano fez com que surgissem duas escolas entre os cientistas e os físicos contemporâneos: a clássica e a quântica. Cada uma dessas escolas tem sua própria teoria de apoio.

O grande desafio tem sido compatibilizar essas duas maneiras tão diferentes entre si de ver as coisas em um único modo de enxergar o universo — a teoria unificada. Para isso torna-se necessário que exista alguma coisa que preencha o que nós percebemos como o espaço vazio. Mas o que poderia ocupá-lo?

RESUMO DO LONGO CAMINHO RUMO À TEORIA UNIFICADA:

1687 — Física newtoniana: Isaac Newton publica suas leis do movimento e a ciência moderna começa. É uma visão que percebe o universo como sendo um sistema mecânico de massas onde o espaço e o tempo são absolutos.

1867 — Física da teoria do campo: James Clerk Maxwell propõe a existência de forças que não podem ser explicadas pela física de Newton. Seus trabalhos de pesquisa, juntamente com os de Michael Faraday, apontam para a descoberta de um universo constituído de campos de energia que interagem uns com os outros. 

1900 — Física quântica: Max Planck publica sua teoria do mundo como lampejos de energia chamada "quanta". Os experimentos na escala quântica mostram que a matéria existe como probabilidades e tendências, não como coisas absolutas, e sugere que a "realidade" pode não ser exatamente tão real ou sólida afinal de contas. 

1905 — Física da relatividade: A visão do universo por Albert Einstein perturba a física newtoniana. Einstein propõe que o tempo seja relativo, em vez de absoluto. Um aspecto essencial da relatividade é a consideração de que o espaço e o tempo não podem ser separados, coexistem em uma quarta dimensão. 

1970 — Física da teoria das cordas: Os físicos formulam teorias que descrevem o universo como constituído por minúsculas cordas vibrantes que podem ser usadas para explicar tanto as observações do mundo quântico, como as do mundo do dia-a-dia. A teoria é formalmente aceita pelas principais correntes de pensamento da comunidade dos físicos em 1984, passando a ser vista como uma possível ponte de união com todas as outras teorias. 

20?? — Nova e melhorada Teoria Unificada da Física: Algum dia, no futuro, os físicos descobrirão uma maneira de explicar a natureza holográfica do que observamos no universo quântico, bem como aquilo que percebemos diariamente no mundo. Eles formularão equações para unificar suas explicações em uma única história consistente".

Texto extraído do livro: A Matriz Divina - uma jornada através do tempo, do espaço, dos milagres e da fé / Gregg Braden/ Ed. Cultrix

Desdobramento, Aura, Chakras

Jesus Cristo nos ensinou absolutamente TUDO!

Bioenergia

Flor da Vida!

Exercício Para Meditação!

Dra. Jill Bolte Taylor autora do livro A cientista que curou o próprio cérebro.